Em 2016 ocorreu um trágico acidente no Brasil. Uma criança de quatro anos de idade caiu do vigésimo andar de um prédio na Zona Sul de São Paulo. O apartamento tinha redes de proteção nas janelas do quarto e da sala, mas não no banheiro.

A janela ficava em cima da pia e o vaso, ao lado da pia, o que formava uma espécie de escada que permitiu à criança chegar à janela. Ainda segundo o boletim de ocorrência, a mãe havia descido para assinar os documentos da mudança (sim, a família havia acabado de se mudar). O pai estava trabalhando no momento do acidente.

Como esse caso, vários outros são registrados no Brasil todos os anos. As quedas são hoje a principal causa de internação por motivos acidentais de crianças e adolescentes de zero a catorze anos no país.

Nas cidades brasileiras, cada vez mais verticalizadas, torna-se primordial a instalação de redes e telas de proteção em varandas, sacadas e janelas para evitar quedas e aumentar a segurança das crianças.

Para que você também possa saber como proteger os seus filhos, continue lendo o nosso artigo e tire todas as suas dúvidas sobre proteção de janelas em apartamentos.

Qual o tamanho recomendado da malha de rede de proteção para crianças?

As normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) indicam que as redes de proteção para a prevenção de acidentes com crianças podem ter malhas de até 20 cm de largura.

No mínimo, as malhas devem ter largura de 5 a 10 cm. O importante é que quanto mais fechada for a malha, menor será a possibilidade das crianças jogarem objetos pela janela.

Em quais idades as crianças precisam ser protegidas por redes ou telas de segurança?

A partir do momento que a criança começa a engatinhar (aos oito meses aproximadamente), já inicia-se o risco dela escalar pequenos obstáculos. Mas acidentes com quedas também acontecem com crianças acima dos nove anos.

As redes de proteção, portanto, devem ser instaladas quando a criança ainda estiver com sete meses ou menos. A rede deve permanecer instalada até as crianças completarem doze anos.

Como saber se a rede ou tela de proteção instalada ainda é segura?

Force a rede com as suas mãos e observe se ela se rompe ou se algum gancho se solta. Caso isso aconteça, então significa que a rede realmente não é mais segura e deve ser providenciada a sua troca imediata.

Observar o prazo de garantia é outro passo a ser feito na hora de verificar se a sua rede ainda é segura. No Brasil, as normas referentes à instalação de redes e telas de proteção indicam que os profissionais que trabalham nesta área devem demarcar por meio de uma etiqueta a data da colocação e o prazo de garantia.

Em locais onde crianças permaneçam por muito tempo e que haja risco de quedas, as redes precisam ser trocadas de três em três anos. A cada dois anos também é recomendado que um profissional faça uma avaliação do estado da rede.

Toda vez que você tiver alguma dúvida, não hesite em chamar uma empresa de instalação de redes de proteção para pedir uma avaliação e substituição, se necessário.

Como saber se os produtos utilizados na instalação de redes ou telas de segurança têm garantia?

Somente o fabricante pode dar esta garantia. Além disso, a garantia de redes de proteção e telas de segurança varia de fabricante para fabricante. O ideal é utilizar uma rede de proteção produzida por um fabricante que utilize uma fita ou equivalente que permaneça na tela após a instalação.

Na hora de escolher a empresa que vai fazer a instalação da rede de proteção em sua residência, investigue a fundo a procedência do material. Algumas marcas trabalham com redes de fabricação própria, que não são vulcanizadas. O processo de vulcanização aquece a tela e faz com que os nós fiquem mais firmes, o que aumenta a resistência.

A instalação de redes de proteção pode ser feita em qualquer ambiente?

É claro que sim. Seja em mezaninos, escadas, sacadas, varandas, janelas e até mesmo em aplicações especiais como parte da decoração de um ambiente. Para que cumpra o seu papel de proteção, a rede precisa ser esticada e devidamente tensionada.

A instalação de redes de proteção também pode ser feita em moradias alugadas. Por isso, se você vive de aluguel de apartamento em Curitiba ou em outro estado do país, não precisa se preocupar. Você pode fazer essa mudança se for pela segurança das crianças que moram com você.

Qualquer um pode instalar uma rede ou tela de proteção?

Se a pessoa tiver habilidade e prática com furadeiras, é provável que consiga fazer a instalação. No entanto, o mais seguro é contratar empresas especializadas para realizar o serviço.

Lembre-se que a principal implicação da instalação da rede ou tela de proteção não é a estética e sim a segurança oferecida. Aspecto esse que é bem melhor avaliado por um profissional.

Caso você viva de aluguel de apartamento em Curitiba ou em outro estado do Brasil, é bom também conversar com o proprietário da moradia antes de instalar as redes de proteção, se puder.

Como saber se a empresa contratada para a instalação da rede ou tela de proteção é boa?

Avalie a estrutura que a empresa apresenta e a sua reputação na internet. Tenha preferência por empresas formalmente constituídas, com CNPJ e razão social dentro da área de atuação. Na hora de receber o orçamentista em sua casa, avalie se ele está utilizando um uniforme e/ou ao menos um crachá que o identifica.

Peça também para ver os materiais que serão utilizados na instalação da rede de proteção e questione se a empresa segue as normas da ABNT que determinam a forma correta de instalação e os materiais homologados.

Estes pequenos detalhes podem demonstrar claramente o quanto a empresa está organizada e preparada para prestar esse tipo de serviço.

Caso você não queira ter o trabalho de ter que instalar a rede de proteção sozinho ou ter que contratar uma empresa para fazer isso, uma opção é pesquisar em algum site de imóveis por moradias que já possuam essas redes instaladas.

Em um bom site de imóveis, você não só conseguirá encontrar boas oportunidades para a locação de apartamento que já tenha redes de proteção, como poderá verificar durante a busca por locação de apartamento se vários outros itens, como a disposição de tomadas e dos ambientes, podem realmente trazer mais segurança para as crianças no lar.

Gostou das dicas? Esperamos que elas possam te ajudar ainda mais a manter a segurança dos pequenos dentro de casa. Se quiser ajudar outras pessoas nessa tarefa tão delicada de lidar com a segurança das crianças dentro do lar, compartilhe o post nas redes sociais e faça a sua parte.